Babados da Vida na América: Morar em Boston Parte 2


Olá Meninas,

Preparadas para mais curiosidades da vida por aqui?

Hoje trago algumas curiosidades meio aleatórias e bem peculiares.
As curiosidades são coisas particulares deste estado. Cada estado tem o seu mundinho aqui nos EUA.

Espero que gostem.

Bjinhos!

1. As casas aqui no nordeste são de papel. (quase) São construídas em questão de pouquíssimos meses, e são feitas de madeira, massa (não cimento), e tipo um isopor por dentro que é o "insulation" para bloquear o frio. Se passa um furacão por aqui saem tudo voando. Inclusive os telhados não são feitos com telhas, e voam igual papel em caso de ventos mais fortes.

Várias reformas tem sido feitas depois dos últimos dois invernos que trouxeram tempestades de neves e ventos mais fortes. Muitos alagamentos ocorreram por aqui, e as casas em frente ao mar foram as mais danificadas.

2. Outra curiosidade sobre as casas é que quando cheguei aqui pensava que cada casa pertencia a uma família, quando na verdade muitas casas são divididas em 2,3,4 apartamentos diferentes. Conhecidas como as "multi-family houses".

3. Quanto mais próximo das cidades mais movimentadas, mais grudadinhas as casas. Já nos subúrbios, cada casa tem um quintal bem espaçoso, algumas tem piscina etc.

4. Os postes aqui são de madeira. (não descobri o porquê). E as rodovias maior parte não tem postes. (economia de energia).

5. Aqui todos os carros obrigatoriamente tem que ter catalizador. Carros de um certo ano pra tras não podem circular e a cada ano todos os carros têm que passar por uma inspeção e recebem um selo para aquele ano. É uma ofensa criminal andar sem este selo, e se te encontram com ele vencido seu carro é rebocado e você recebe uma multa. (Se vão com a sua cara, as vezes te dão uma colher de chá - já andei com o meu vencido 8 meses por não lembrar da existência de tal procedimento)

6. Para um carro poder circular é obrigatório ter seguro. O preço do seguro vai de cento e poucos a quase $300 mensais ou até mais, dependendo do modelo e ano no carro, tempo de carteira e pontuação. O seguro só é aberto para quem tem carteira, ou no nome de uma empresa.

7. Existem mais de 100 universidades na região de Boston.

8. Não temos filtro. Bebemos água de galão ou garrafinhas produzindo lixo para toda a humanidade kkk. Um pacote de 24 garrafinhas custa na faixa de $3 dólares.



9. Aqui todo jovem menor de 16 anos é obrigado a estar na escola. Se a criança some da escola a polícia vai até a casa da pessoa descobrir qual é o problema e existem pais que perdem a guarda das crianças para os serviços sociais devido a isso. Já de manhã na escola, quando fazem a chamada e o aluno não está, ligam pra casa do estudante para receberem uma explicação.

10. Como já sabem, americanos são extremamente ignorantes em questões de geografia e raciais. Para eles, do México pra baixo todos são hispanos. Todos os asiáticos são chineses. E os negros são Afro-Americanos. Tem que ter essa separação.
Quando vamos preencher alguma aplicação e nos perguntam a nossa raça geralmente colocam como opções:
a) White - que para nós é qualquer pessoa de pele clara. Mas pra eles o White é o Americano, que na verdade são todos segunda ou terceira geração de imigrantes europeus.

b) Caucasian= Que são os europeus ou descendentes diretos de europeus. - que no caso nós que somos descendentes dos portugueses supostamente nos qualificariamos - só que não.
c) African American/Black= Os negros americanos.
d) Native American= os descendentes dos índios nativos que habitavam a região - que foram quase todos mortos.
e) Hispanic= Todo mundo do México pra baixo independente de falarem espanhol ou não (porque eles não sabem que existem pessoas que falam francês e português "lá pra baixo")
d)Asian = Qualquer pessoa de olho puxadinho - Geralmente todos vistos como chineses.
e) Other= A opção para os esquecidos. Sempre escolho other e coloco Brazilian. Mas ultimamente para ter mais força como uma minoria coloco Hispanic. Ou outras vezes White porque sendo Americana já não sou mais Brazilian. Vai entender.

11. A comida típica da região é a lagosta (que vendem viva no supermercado), e frutos do mar. Mas na verdade a cozinha aqui é um conjunto de comidas do mundo todo. Mais americanos comem comida mexicana do que os próprios mexicanos. Também se come muito comida chinesa (que é bem barata- depois conto o porquê), e comida italiana, grega, tailandesa, vietnamita etc. Acho que a assinatura americana mesmo é o hambúrguer kkk.


12. Se você cruza olhares com alguém ao invés do "o que é que você tá olhando? Perdeu alguma coisa?" típico brasileiro, as pessoas te cumprimentam. As vezes mesmo com o sorrizinho. Gente que você nunca viu na vida. Muito educados, seguram a porta pra a próxima pessoa, e até mesmo os imigrantes acabam aderindo a essa cultura.

13. Devido a quantidade de imigrantes brasileiros, e que falaram espanhol a maioria de lugares que fornecem serviços ao público, ou até mesmo de vendas, sempre tem alguém que fala português ou espanhol. Eu trabalhei no banco, e as pessoas das línguas mais variadas simplesmente chegavam no banco e demandavam o serviço em sua língua.

14. O lixo recheado: Essa época de encontrar preciosidades no lixo já passou. Hoje em dia as pessoas vendem ou doam esse tipo de coisas através de um site na região que se chama Craigslist. Aonde se encontra até a mãe. Infelizmente, muitas vezes perdemos sapatos ótimo e eletrodomésticos porque não existem serviços para consertar. E os poucos lugares que consertam cobram mais caro do que o preço de um novo. Essa semana mesmo estaremos jogando a nossa flatscreen fora por algum mau contato ridículo na hora de ligar. E uma nova custa menos de $400 dólares dependendo do modelo. Sapatos lindos também se perdem simplesmente por falta de alguém pra trocar a sola.


15. O amor pela bandeira: Até o segundo grau, se jura bandeira na escola todos os dias. O chamado: Pledge of Allegiance, aonde você se compromete ser fiel a bandeira do país e os seus princípios. A bandeira está em quase toda esquina, as vezes em quase todas as casas.
Quando a pessoa se torna cidadã a primeira coisa que recebe para levar para a cerimônia é uma bandeirinha. Na verdade, acho muito legal que não é só em épocas "de copa" que se lembram da bandeira do país. Ela está por toda parte e a maior celebração do ano é o feriado da Independência.



Nos próximos babados estarei falando sobre a vida de imigrante.

Deixem suas perguntinhas aí nos comentários. O que mais vocês gostariam de saber?

Beijinhos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário